agência de promoção da cultura atlântica (apca)

Logótipo da Agência de Promoção da Cultura Atlântica
Logótipo da Agência de Promoção da Cultura Atlântica

A APCA – Agência de Promoção da Cultura Atlântica é uma entidade associativa sem fins lucrativos criada por escritura pública a 13 de Abril de 2005, tendo como sócios-fundadores Rafael Paulo Candelária Gomes Biscoito, Humberto Nuno de Carvalho Homem e Morna Gomes e João Maurício Tomás Gouveia Marques. O seu objeto social prevê “promover e implementar iniciativas de promoção, divulgação, desenvolvimento, inovação e cooperação intersectorial, designadamente nos domínios da investigação, difusão do conhecimento, formação e apoio à modernização dos agentes culturais atlânticos, bem como à sua internacionalização, nomeadamente através da seleção e difusão das fontes de financiamento que potenciem o desenvolvimento dos recursos culturais das regiões atlânticas, consubstanciada numa lógica de funcionamento em rede entre os principais intervenientes regionais”.

Entre 2005 e 2015, a APCA, concebeu, executou e participou como parceiro em vários projetos regionais e internacionais, de onde se podem destacar as iniciativas apoiadas pelo programa Interreg Macaronésia, Chronos – Plataforma de eLearning da História, Geografia e Cultura Macaronésica e o PATRISIG, projeto que tinha como principal objetivo “criar um sistema de gestão e conhecimento das rotas temáticas do património imaterial rural através de uma plataforma de Sistema de Informação Geográfica, SIG, para as áreas de intervenção PRODERAM de Câmara de Lobos, Santa Cruz, Machico e Porto Santo, promovendo a visitação turística, estudantil e geral aos concelhos rurais da Madeira”.

A atividade da APCA tem-se pautado por um equílibrio entre projetos próprios e na participação em redes de parcerias internacionais, com destaque para as ilhas atlânticas, atuando igualmente como entidade consultora de outras associações culturais na gestão de projetos e iniciativas apoiadas por sistemas de incentivos comunitários.

Entre 2012 e 2015, a APCA executou o projeto Aprender a Madeira – Novo Dicionário Enciclopédico da História da Madeira, que originou o portal aprenderamadeira.net e que consubstancia uma abordagem científica contemporânea à História e Cultura da Madeira, sendo o herdeiro legítimo do Elucidário Madeirense, coordenado pelo Pe. Fernando Augusto da Silva em 1921.

A APCA tem atualmente como membros dos seus órgãos institucionais as seguintes personalidades:

Assembleia Geral:

Presidente: Rafael Duarte Pestana Figueira Santos
Vice-presidente: Humberto Nuno Carvalho Homem e Morna Gomes
Secretário: Leonel Calisto Correia da Silva

Conselho de Administração:

Presidente: João Maurício Tomás Gouveia Marques
Vice-presidente: Rafael Paulo Candelária Gomes Biscoito

Conselho Fiscal:

Marco António de Freitas Ferreira
José Freddy Ferreira César
Miguel Ângelo Nunes Apolinário

Maurício Marques

(atualizado a 21.09.2016)