apresentação do volume antezero do grande dicionário enciclopédico da madeira

AF_APCA3536 cartaz-page-001São os primeiros resultados finais do projeto Aprender Madeira.

Será apresentado no próximo dia 12 de julho às 17h no auditório do Museu Casa da Luz o volume AnteZero do Grande Dicionário Enciclopédico da Madeira, uma obra idealizada no âmbito do projeto Aprender Madeira da responsabilidade da Agência de Promoção da Cultura Atlântica em parceria com diversas entidades de investigação nacionais e internacionais e editada pela Imprensa Nacional – Casa da Moeda como anexo da revista semestral do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Letras Com Vida.

Com apresentação a cargo dos Professores Doutores José Eduardo Franco e Adérito Fernandes Marcos, numa sessão em que o Secretário Regional da Economia, Turismo e Cultura, Dr. Eduardo Jesus será representado pela Diretora Regional da Cultura, Drª Natércia Xavier, esta é a antevisão daquele que será o, já considerado por alguns, “Novo Elucidário Madeirense para o Século XXI”: “Deste projeto virá a lume nos próximos anos a obra diciona­rial que pretende sistematizar conhecimento atualizado sobre o arquipélago da Madeira”, pode ler-se no texto de introdução da autoria do Prof. Dr. José Eduardo Franco, coordenador científico do projeto que considera ser de extremo valor o facto de esta ser uma edição com o cunho de excelência e rigor da Imprensa Nacional – Casa da Moeda, que se fará representar pelo seu diretor Duarte Azinheira, pois tal fará com que a obra “galgue a ilha e haja visibilidade a nível nacional e internacional, com uma editora de prestígio, como é a Imprensa Nacional.” No interior da obra, podemos encontrar artigos académicos da autoria de diversos investigadores e coordenadores temáticos do projeto versando sobre vários temas relacionados com a Madeira entre os quais a História, Cultura, Literatura e Ciência. Entre outros, na listagem de autores deste Volume AnteZero contam-se Nelson Veríssimo, Paulo Miguel Rodrigues, Thomas Dellinger e Aline Bazenga.

Na apresentação da obra, será também proferida a conferência Média-Arte Digital e a relevância da Inter-Multi-Transdisciplinaridade pelo Professor Dr. Adérito Fernandes Marcos, Presidente do Concelho Científico da Universidade Aberta, entidade parceira da APCA que em julho de 2015 fundou com esta entidade a Cátedra Infante D. Henrique para os Estudos Insulares e a Globalização, uma cátedra apoiada e validada cientificamente pela Fundação da Ciência e Tecnologia e que tem como objeto principal de estudo as temáticas relacionadas com as ilhas atlânticas de expressão Portuguesa, como uma forma de aprofundar o conhecimento académico sobre o património material e imaterial das mesmas, valorizando-o e dando-lhe o devido ênfase no contexto atual da sociedade global em que vivemos. Adérito Fernandes Marcos é Professor Catedrático da Universidade Aberta onde segue uma linha de investigação no âmbito das áreas da Informática, da Arte Digital/Computacional e E-learning. Doutorado em Engenharia Informática pela Technische Universität Darmstadt da Alemanha, atualmente leciona Computação Gráfica e outras disciplinas no âmbito das tecnologias na Universidade Aberta onde também é Diretor de Doutoramento em Média-Arte Digital bem como desempenha funções na presidência da Direção da Artech-Int – Associação Internacional de Arte Computacional.