thomas-stanford, charles

28 Dec 2020 por "Carla Ferreira"
Personalidades

Nasceu a 3 de abril de 1858. Britânico, originário de Brighton, foi membro da House of Commons de 1914 a 1922 pelo Partido Conservador. Antes da sua eleição, desempenhava já uma notável ação cívica em Brighton, nomeadamente como mayor entre 1910 e 1913. Foi o primeiro Baronet de Brighton. O apelido Stanford foi adquirido pelo casamento com Ellen Stanford, sob licença real, e de acordo com a vontade deixada expressa por William Stanford, pai de Ellen. Conheceu a mulher em 1896, na Madeira, tendo casado em maio de 1897. Em 1905, mudaram-se para Preston Manor, em Brighton, casa da família de Ellen que foi depois aberta ao público como museu. Os seus interesses eram amplos, desde a Cultura clássica até à arqueologia e viagens.

Viveu alguns anos na Madeira e apreciava sobretudo passar ali o inverno, tendo adquirido um conhecimento e um interesse profundos pela ilha, como testemunham as suas obras Leaves from a Madeira Garden (1909), um guia pessoal da Cultura e geografia madeirenses, e The Ace of Hearts (1912), uma novela cuja ação se situa na Madeira. No entanto, a sua obra é vasta e os seus múltiplos títulos evidenciam os seus variados interesses e a sua curiosidade intelectual e cultural.

A obra Leaves from a Madeira Garden constitui ainda hoje um curioso e interessante atlas da Madeira, comportando 16 gravuras sobre a ilha. Nela, o autor sublinha aspetos como a flora e a paisagem madeirenses na sua diversa geografia, o espaço urbano ou a montanha, descrevendo com pormenor e refletindo sobre as particularidades dos jardins madeirenses ou as tradições, como, por exemplo, as que se encontram na Semana Santa.

Faleceu na Inglaterra a 7 de março de 1932.

Obras de Charles Thomas-Stanford: Leaves from a Madeira Garden (1909); The Ace of Hearts (1912).

 

Carla Ferreira

(atualizado a 23.01.2017)

Bibliog.: impressa: FREEDGOOD, Elaine, The Ideas in Things: Fugitive Meaning in the Victorian Novel, Chicago, The University of Chicago, 2006; SILVA, Fernando Augusto da e MENESES, Carlos Azevedo de, Elucidário Madeirense, 4.ª ed., vol. III, Funchal, Secretaria Regional de Educação e Cultura, 1978; digital: VASCONCELOS, Bernardo, “Monarchism versus Republicanism: Conflicting Discourses in Charles Stanford-Thomas’ The Ace of Hearts (1912)”, Pala XIX – Poetics and Linguistics: Discourses of War and Conflict, 2001, pp. 328-339: http://www.pala.ac.uk/uploads/2/5/1/0/25105678/vasco.pdf (acedido a 5 jun. 2015).

palavras-chave associadas