costa, joaquim josé jardim

jOAQUIM COSTA
Joaquim José Costa, fotografia cedida pela família

Filho de Joaquim Costa e de Elmina Círiaca de Sousa Jardim Costa, nasceu a 4 de março de 1926, na freguesia Santa Maria Maior, concelho do Funchal e faleceu a 26 de novembro de 1985, no Funchal.

O professor Joaquim Costa contribuiu significativamente para o ensino da matemática, sendo exemplar no âmbito da atividade pedagógica da disciplina. Neste sentido, apresentou e explorou os conteúdos dos programas de matemática com recurso às aplicações lúdicas da disciplina e à resolução de problemas interessantes no seu campo, tornando assim os seus conteúdos disciplinares mais elucidativos, simples e práticos.

Frequentou o 1.º ciclo no Colégio da Piedade, situado na R. Bela de São Tiago e propriedade da família da sua mãe, na altura já falecida. Nos restantes anos escolares, estudou no liceu do Funchal, onde foi aluno do Dr. José Sérgio Camacho. De acordo com os registos disponíveis no arquivo da secretaria da escola Secundária Jaime Moniz, o professor Joaquim Costa licenciou-se em ciências matemáticas pela UC com 13 valores e concluiu a sua profissionalização em exercício a 30 de junho de 1976 (Diário da República, n.º 269, série II, 17 nov. 1976), com a classificação de 13,7 valores.

Iniciou a sua carreira como professor provisório no liceu nacional do Funchal (Liceu Jaime Moniz), em 1955, passando posteriormente a professor extraordinário, entre os anos 1970 e 1975, sempre na mesma escola. Também lecionou no antigo seminário menor, situado na Calç. da Encarnação.

Foi professor estagiário em 1975/1976 e professor agregado em 1976/1977, tendo sido nomeado efetivo em 1977/1978. Exerceu as suas funções até 1985 e foi nomeado diretor do 2.º ciclo no ano letivo 1972/1973, no liceu do Funchal (Diário da República, n.º 239, série II, 2 out. 1971). Do seu processo constam análises estatísticas das classificações dos seus alunos, nomeadamente polígonos de frequências dessas classificações por período/turma e anuais. Na escola onde sempre exerceu a profissão, implementou também a papelaria, onde era possível aos alunos adquirir artigos a um preço inferior ao comercial. Era ele próprio quem contactava os fornecedores e fazia a contabilidade da mesma. Junto da casa onde viveu, na freguesia de Santo António, há hoje uma rua que sustenta o seu nome.

Bibliog.: Secretaria dos Serviços Administrativos da Escola Secundária Jaime Moniz, Arquivo dos Serviços Administrativos.

Maria da Graça Gomes Vieira
Maria dos Santos Gomes Silva

(atualizado a 26.08.2016)