frança, vasco augusto de

Vasco Augusto de França
Fonte: CLODE, Luiz Peter, Registo Bio-Bibliográfico de Madeirenses Sécs. XIX e XX, Funchal, Caixa Económica do Funchal, 1983, p. 196

Médico e político, ainda enquanto estudante da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, criou um grupo de baixos do orfeão académico. Foi médico de bordo ao serviço dos emigrantes para a América do Norte. Em 1929, foi nomeado médico municipal da Ponta do Pargo. O governador Camacho de Freitas nomeou-o presidente da Câmara Municipal da Calheta. Destacou-se por ter inaugurado a central hidroelétrica para esta freguesia antes da eletrificação geral da ilha, novos acessos e abastecimento de água potável para locais que a não tinham.

Palavras-chave: medicina; política; emigrantes; central hidroelétrica.

Médico e Político, nasceu em Pedregal, na Ponta do Pargo, a 25 de abril e 1900 e morreu na Ponta do Pargo, a 02 de janeiro de 1985. Licenciou-se, em 1926, na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra; enquanto estudante em Coimbra, criou um grupo de baixos do orfeão académico. Foi médico de bordo ao serviço dos emigrantes para a América do Norte; em 1929, foi nomeado médico municipal da Ponta do Pargo.

O governador Camacho de Freitas nomeou-o presidente da Câmara Municipal da Calheta. Destacou-se por ter levado a central hidroeléctrica para esta freguesia antes da eletrificação geral da ilha, bem como novos acessos e abastecimento de água potável para locais que a não tinham.

Bibliog.: CLODE, Luiz Peter, Registo Bio-Bibliográfico de Madeirenses: Sécs. XIX e XX, Funchal, Caixa Económica do Funchal, 1983, pp. 196-197.

Rui Gonçalo Maia Rego

                                                                                  (atualizado a 17.06.2016)