heberden, thomas

Thomas Heberden (1703-1769) foi um médico e naturalista inglês, membro da Royal Society desde 1761. Viveu muitos anos nas ilhas Canárias e, posteriormente, mudou-se para a Madeira, onde exerceu medicina até à sua morte, em 1769.

Irmão do eminente médico londrino William Heberden (1710-1801), Thomas foi um dos primeiros médicos a recomendar o Funchal como destino para as pessoas que sofriam de doenças pulmonares, tendo prestado importantes serviços durante a epidemia de sarampo que eclodiu na Ilha em 1751. Publicou numerosos artigos sobre a Madeira na Philosophical Transactions of the Royal Society entre 1751 e 1770, entre eles, as primeiras observações meteorológicas da Madeira, “Observations of the Weather in Madeira, A continuation of the account of the weather in Madeira”, com medições de pressão atmosférica e temperatura ao longo dos anos; um relatório pormenorizado sobre o terramoto acontecido na Ilha em 1761, “An account of the earthquake felt in the Island of Madeira, March 31, 1761”; e um artigo sobre o aumento da mortalidade dos habitantes da Madeira, “Of the increase and mortality of the inhabitants of the Island of Madeira”.

Na Madeira, Heberden conheceu o naturalista e botânico inglês Joseph Banks, durante a primeira viagem do capitão James Cook a bordo do Endeavour, em 1768, e deu assistência a Banks e ao seu colega Daniel Solander, botânico suíço, na sua atividade de recolha de plantas na Ilha. Estas coleções botânicas foram depositadas no herbário do Museu de História Natural de Londres. Banks dedicou a Thomas um novo género de plantas, Heberdenia, pertencente à família Myrsinaceae. Estas plantas são endémicas à Laurisilva e conhecidas vulgarmente como aderno.

Thomas Heberden morreu no Funchal, em 1769.

Obras de Thomas Heberden:Observations of the Weather in Madeira, A continuation of the account of the weather in Madeira” (1754); “An account of the earthquake felt in the Island of Madeira, March 31, 1761” (1761); “Of the increase and mortality of the inhabitants of the Island of Madeira” (1767).

Bibliog.: GONZÁLEZ LEMUS, Nicolás, “Simbolismo y misticismo del Teide de Tenerife en la literatura de viaje (siglos XV-XVIII)”, in MASSA, Françoise (coord.), Les Îles Atlantiques: Réalités et Imaginaire, França, Université Rennes, 1999, pp. 61-69; HANSEN, Alfred, “A list of botanical collectors, Madeira archipelago”, in Bocagiana, Museu Municipal do Funchal, n.º 51, 20 de nov. de 1980, pp. 1-12; HEBERDEN, Ernest, “Thomas Heberden 1703-1769. Surgeon, Physician and Naturalist”, Curtis’s Botanical Magazine, n.º 7 (3), 1990, pp. 131-133; SILVA, Fernando Augusto da, e MENESES, Carlos de Azevedo de, Elucidário Madeirense, 4.ª ed., 3 vols., Funchal, Secretaria Regional da Educação e Cultura, 1978.

Pamela Puppo

(atualizado a 23.02.2018)