ponte joão gomes

A ponte João Gomes está situada no Funchal, sobre a ribeira de João Gomes, num trecho reto em que a via rápida Funchal – Aeroporto coincide com a via rápida da saída Oeste do Funchal, entre o túnel João Gomes e o túnel Jardim Botânico. A construção desta ponte rodoviária foi concluída em 1994, sendo um exemplo das muitas obras de arte de engenharia civil construídas na ilha da Madeira entre a última década do séc. XX e a primeira do séc. XXI.

Com quase 300 m de cumprimento, era, em 2015, a maior ponte no arquipélago da Madeira e uma das mais altas construções de Portugal. Situa-se sob um vale profundo, com a rasante a cerca de 140 m de altura em relação ao leito da ribeira de João Gomes. Devido à sua altitude imponente, é fotografada e filmada por muitos turistas que visitam a Madeira.

Ponte da Ribeira de João Gomes(BF)
Ponte da Ribeira de João Gomes, BF.

O atravessamento em ponte do vale da ribeira de João Gomes assinalou um marco importante no domínio das obras de engenharia na Madeira. A ponte João Gomes é considerada uma obra simples na sua aparência, discreta no seu enquadramento, mas imponente na sua estrutura.

A ponte João Gomes foi galardoada na segunda edição do Prémio Secil de Engenharia Civil, em 1997. Este prémio pretende promover obras que incorporem o produto da atividade da empresa que o promove – o betão estrutural. Acima de tudo, o galardão premeia a obra que melhor se distinga pela inovação, criatividade, qualidade e relevância da sua aplicação. Segundo o Júri, este prémio consagrou “[…] uma obra de engenharia estrutural situada numa área do país que se impõe pelas suas belezas naturais e em que se exige do Homem um rigoroso contributo para a sua valorização e não para a sua ‘poluição’ em termos estéticos e paisagísticos” (SECIL, “Prémio Secil…”). A obra mereceu a preferência do júri por unanimidade.

A ponte é da autoria do engenheiro madeirense António José Luís dos Reis, que nasceu no Funchal, em 1949, e se licenciou em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico em 1972. “Concluiu o doutoramento em 1977 na Universidade de Waterloo, no Canadá, onde apresentou uma tese no domínio da Estabilidade de Estruturas. Obteve a equivalência ao grau de doutor em Engenharia Civil pelas universidades portuguesas em 1977, e a agregação em Engenharia de Estruturas pelo Instituto Superior Técnico (IST), em 1981”. “Projetou inúmeras obras em território nacional e internacional. É professor catedrático do Departamento de Engenharia Civil do IST desde 1985” (SECIL, “Prémio Secil”).

Bibliog.: SECIL, “Prémio Secil de Engenharia Civil”, http://www.secil.pt/default.asp?pag=premios_nac_det&prem=6 (acedido a 2 mar. 2015).

Ana Rita Londral e Cátia Teles

(atualizado a 17.02.2016)