Ferramentas do Linho e da Lã – O ADN do Povoamento Rural da Madeira

25.00

Edição: Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova
Autor: Danilo José Fernandes
Prefácio: João Adriano Ribeiro
Capa: O Sedeiro
Conceção da Capa: Patrícia Figueira
Desenhos das Ferramentas do linho: Eugénio Santos
Fotos: Rui Camacho, Jorge Freitas Branco e Nelson Gonçalves
Especialista em madeiras: Tarcísio Moreira
APOIOS DESTA EDIÇÃO
Fundação INATEL
APOIOS LOGÍSTICOS
Câmara Municipal do Funchal
Casa – Museu Frederico de Freitas
Direção Regional da Cultura
REF: BN - L02 Categoria: Etiquetas: , , ,
Ferramentas de Linho e de Lã - o ADN do Povoamento Rural da Madeira.
Fiar o linho com a roca e o fuso – postal (Coleção Núcleo Museológico “Arte Popular”Resguardando o fuso na roca – Achada dos Judeus, São Vicente (Foto: Jorge Freitas Branco – coleção DRC

Descrição do Produto

Se fizermos uma leitura atenta deste trabalho, reparamos que o seu autor deu atenção especial aos testamentos, como já o fizera noutros trabalhos da sua autoria. É a forma de recuarmos mais no tempo, para separarmos os tecidos produzidos na Região em linho e em lã, dos importados que eram bastante mais caros, a tal ponto que os testamentários especificavam alguns pormenores.

A par do linho da terra e da lã do gado ovelhum, estavam as tecedeiras cujo número era bastante maior nas freguesias aonde havia muito gado, especialmente naquelas que ficavam  próximas do planalto do Paul da Serra. Depois vem a especificação das peças em pormenor de cada tear, os nomes de cada peça, para o qual não faltava um vocabulário acerca do linho e da lã e o seu labor.