tunas

As Tunas Académicas ou Universitárias são caracterizadas por serem agrupamentos musicais constituídos por estudantes ou antigos estudantes do ensino superior. O repertório musical das tunas é extremamente variado, indo desde adaptações de temas de autor, passando pela música erudita, até composições originais cuja temática incide essencialmente na vida boémia estudantil, na celebração do amor  ou de cariz humorístico e brejeiro – picaresco. Envergam usualmente o traje académico da instituição que representam, sem prejuízo de em certos casos serem criados trajes especificamente para o efeito – inspirados, em todo o caso, quer em trajes estudantis de séculos passados, quer com adaptações de elementos etnográficos da região a que pertencem.

TUMa – Tuna Universitária da Madeira

TUMa - Tuna Universitária da Madeira
Logótipo da TUMa – Tuna Universitária da Madeira

A Tuna Masculina da Universidade da Madeira iniciou as suas atividades em setembro de 1995, tendo-se formado, no entanto, em abril de 1994 como tuna mista. A 13 de março de 1998 é constituída a Associação denominada Tuna Universitária da Madeira (TUMa).

A TUMa tem como principais objetivos promover o espírito e a vida académica tanto no meio universitário como na vida sócio-cultural onde se insere, promover o intercâmbio com outras tunas universitárias nacionais e estrangeiras e levar o nome da sua Universidade e da sua Região aos vários cantos do país e do estrangeiro.

Uma das estratégias adotadas pela TUMa para atingir os seus objetivos é a organização anual do ETUMa – Encontro de Tunas Universitárias da Madeira, inicialmente conhecido como Encontro de Tunas Universitárias da Cidade do Funchal, que é realizado desde 1995. É no primeiro sábado do mês de dezembro, no Centro de Congressos do Casino da Madeira, que se dá o seu ponto mais alto, com as atuações da tuna anfitriã e convidadas, sendo que antigamente este evento era realizado ao ar livre, na Praça do Município. Durante o encontro são também organizadas atividades sócio-culturais para os visitantes

 

A TUMa tem como tuna madrinha a TAUA (Tuna Académica da Universidade dos Açores) desde abril de 1994 e em abril de 1997, a TUMa apadrinhou a Tuna D’Elas – Tuna Feminina da Universidade da Madeira.

A TUMa – Tuna Universitária da Madeira pode ser acompanhada na rede social Facebook através do seguinte link: https://www.facebook.com/TunaUniversitariaDaMadeira/

Tuna D’Elas – Tuna Feminina da Universidade da Madeira

Tuna D'Elas - Tuna Feminina da Universidade da Madeira
Logótipo da Tuna D’Elas – Tuna Feminina da Universidade da Madeira

A Associação Tuna D’Elas – Tuna Feminina da Universidade da Madeira, fundada a 31 de janeiro de 1997, é uma associação juvenil de direito privado, sem fins lucrativos, sedeada no concelho do Funchal. Em conformidade com o disposto nos seus Estatutos, publicados no Jornal Oficial da Região Autónoma da Madeira, II Série, n.º 33, de 16 de fevereiro de 2000, esta Associação tem por objeto promover a formação cultural, musical e humana dos seus membros; promover a música tradicional, popular, académica e outra; promover as tradições tunantes e académicas e dinamizar acções que mantenham a ligação da “TUNA D’ELAS” à Universidade da Madeira (artigo 4.º).

A Tuna D’Elas iniciou a sua atividade musical cantando a duas vozes acompanhadas por violas, rajão, bombo e flauta. Atualmente, a Tuna canta a quatro vozes e conta com uma maior diversidade de instrumentos tais como bandolim, cavaquinho, braguinha, acordeão, entre outros. O repertório da Tuna é constituído, essencialmente, por músicas tradicionais, populares e académicas, bem como alguns originais e arranjos.  Conta com dois trabalhos discográficos editados: Ser Tunante em fevereiro de 2001 e Tons de Azul em janeiro de 2007.

Tuna D'Elas - Tuna Feminina da Universidade da Madeira. Atuação no Porto Moniz na "Semana do Mar" Fonte: Plataforma online Facebook da Tuna D'Elas
Tuna D’Elas – Tuna Feminina da Universidade da Madeira. Atuação no Porto Moniz na “Semana do Mar”, 2016. Fonte: Plataforma online Facebook da Tuna D’Elas.

Ao logo dos anos a Tuna tem dado provas da sua evolução musical, não só através dos seus trabalhos discográficos, mas também através dos prémios arrecadados nos vários festivais de tunas em que tem marcado presença, de norte a sul do país.

Para além dos festivais de tunas, tem participado em vários Encontros de Tunas dentro e fora da Região Autónoma da Madeira, assim como em festas populares e eventos de solidariedade por toda a ilha.  Procurando levar o nome da sua Universidade e da Região além-fronteiras, a Tuna D’Elas , destaca no seu percurso as deslocações Internacionais a Caracas e Aruba em novembro de 2001, a Bruxelas em novembro de 2005, a Tenerife em agosto de 2008 e a Montreux, na Suíça, em março de 2013.

Com o objetivo de promover o intercâmbio cultural e académico, organizou sete edições do EncanTunas – Festival de Tunas Femininas da Madeira e duas edições do Tunas ao Molhe – Encontro de Tunas. Em co-organização e co-realização com as várias tunas da Madeira, realizaram-se duas edições do evento “Tunas Solidárias”. A primeira edição em janeiro de 2005, cujas receitas reverteram em favor das vítimas do tsunami na Ásia, e a segunda edição em março de 2010, para apoiar as vítimas da intempérie de 20 de fevereiro de 2010, na Madeira.

Comemorou o seu X Aniversário a 31 de janeiro de 2007, no Teatro Baltazar Dias, com a participação dos grupos: Si que Brade – Grupo de Instrumentos Tradicionais do GCEA, Ensemble de Percussão do GCEA, Orquestra de Bandolins do GCEA e TUMa – Tuna Universitária da Madeira. Várias têm sido as “tunantes” que passam pela Tuna e, cada qual à sua maneira, deixam a sua marca.

Mais informações sobre a Tuna D’Elas podem ser consultadas em: https://www.facebook.com/tunadelas/?fref=ts  e http://www4.uma.pt/tunadelas/index.php.